Movimentos Articulares

MOVIMENTOS ARTICULARES

  • FLEXÃO – É o movimento de uma parte do corpo contra outra, com diminuição do ângulo da juntura entre essas partes, ocorre no plano sagital em torno de um eixo látero-lateral. Exemplo: “dobrar” o cotovelo, levantar a coxa contra o abdômen;
  • EXTENSÃO – É o movimento oposto a flexão, também ocorre no plano sagital em torno do eixo látero-lateral. Consiste em afastar uma parte corporal da outra, com o aumento do ângulo da articulação entre essas partes. Exemplo: retificação dos dedos, inclinação do pescoço para trás;
  • HIPEREXTENSÃO – É o movimento exagerado de extensão. Exemplo: hiperextensão dos joelhos (provocam um arco convexo posteriormente entre a coxa e a perna);
  • ABDUÇÃO – É o afastamento de um membro do plano mediano do corpo ou, no caso dos dedos, distanciamento do eixo da mão e do pé. Acontece no plano frontal em torno do eixo Antero-posterior. Dica: para lembrar, pense em abrir – abdução;
  • ADUÇÃO – É o movimento oposto à abdução, consiste na aproximação de um membro do plano sagital do corpo ou, para os dedos, ao eixo da mão ou do pé. Ocorre no plano frontal em torno do eixo Antero-posterior.
  • FLEXÃO LATERAL – Termo usado para denotar os movimentos da cabeça, pescoço e tronco no plano frontal em torno do eixo Antero-posterior;
  • ROTAÇÃO MEDIAL OU INTERNA – Movimento em torno do eixo longitudinal, no plano horizontal. A face anterior do membro volta-se para o plano mediano do corpo;
  • ROTAÇÃO LATERAL OU EXTERNA – A face anterior do membro desvia-se para o lado, ocorre no plano horizontal em torno do eixo longitudinal. Exemplo: Girar o braço, as articulações do ombro e quadril;
  • CIRCUNDAÇÃO – É a combinação sucessiva de flexão, abdução, extensão e adução de um segmento. Só são possíveis nas junturas esféricas e em sela, como os ombros;
  • SUPINAÇÃO E PRONAÇÃO – São movimentos de rotação do antebraço no plano horizontal. Na pronação a extremidade distal do osso rádio move-se a partir de uma posição lateral para uma posição medial e o dorso da mão fica voltado para frente. Na supinação ocorre o oposto. É melhor observar esses movimentos com o antebraço fletido a 90º para evitar que a rotação do ombro produza a falsa aparência do movimento.
  • EVERSÃO – Movimento da sola do pé para fora nas articulações do tornozelo e intertársicas.
  • INVERSÃO – Movimento da sola do pé para dentro, nas articulações do tornozelo e intertársicas;
  • DORSIFLEXÃO – O dorso dos pés se movem em direção anterior e para cima.
  • FLEXÃO PLANTAR – A planta dos pés se movem em direção caudal e posterior.
  • PROTRAÇÃO – Movimento de uma parte do corpo para a frente num plano horizontal. Exemplo: protração da mandíbula;
  • RETRAÇÃO – Movimento de uma parte do corpo para trás num plano horizontal. Exemplo: retração da mandíbula;
  • ELEVAÇÃO – Movimento de uma parte do corpo para cima. Exemplo: elevação da escápula;
  • DEPRESSÃO – Movimento de uma parte do corpo para baixo
About these ads
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: